Olá, o Meu Nome é…

Quando somos meninas escolhemos que nome dar nome às bonecas. Quando crescemos a responsabilidade torna-se maior: dar o nome a um bebé.

A maioria dos casais começa por pensar no assunto quando a barriguinha começa a crescer, muitas vezes ainda sem saberem qual o sexo. Outros preferem tomar essa decisão apenas após o nascimento, quando veem pela primeira vez o bebé.

No meu caso, pesquisei e debrucei-me imenso na escolha do nome. A verdade é que o nome vem carregado de expectativas em relação ao filho/a que vai nascer. Esta escolha normalmente é uma das tarefas mais importantes da gravidez e que, apesar de envolvente, é a campeã de discórdias entre os pais. Isto porque existem diversos fatores que poderão ter influência ou não na escolha:

  • Som e compatibilidade: Diga em voz alta o nome completo do seu filho/a, com nome e apelido. Como é que soa? O nome combina bem com o apelido? Não se esqueça de tentar também só o primeiro e o último nome, no caso de haver vários sobrenomes.
  • Originalidade: Um nome pouco comum tem a vantagem de fazer a pessoa destacar-se. Um nome muito frequente vai fazer com que seu filho/a seja conhecido pelo apelido, porque o mais provável é que existam outros bebés com o nome igual na escola, por exemplo.
  • Homenagens: Há famílias que têm tradições, como a de dar o nome do pai ao filho primogénito ou de um familiar próximo. O nome nunca deve ser imposto pela família sendo única e exclusivamente uma escolha dos pais do bebé.
  • Alcunhas: As crianças sabem ser cruéis quando querem. Por isso, ao escolher o nome, pense em todas as potenciais alcunhas ligadas a ele, para ver se não há nenhuma “perigosa”.
  •  Grafia: Já imaginou ter que soletrar o nome constantemente? Ninguém merece!

nome-bebe

No ano passado, segundo o Instituto dos Registos e Notariado (IRN), os TOP’s de nomes mais escolhidos foram os seguintes:

TOP 10 Meninas

Maria – 4809

Matilde – 2062

Leonor – 1859

Beatriz – 1378

Mariana – 1330

Carolina – 1295

Ana – 1120

Inês – 1062

Sofia – 980

Margarida – 930

TOP 10 Meninos

João – 1809

Rodrigo – 1783

Francisco – 1718

Martim – 1663

Santiago – 1428

Tomás – 1400

Afonso – 1378

Duarte – 1244

Miguel – 1207

Guilherme – 1206

Depois de sabermos o sexo da nossa princesa na ecografia do 5º mês (ecografia morfológica) tínhamos uma decisão muito importante para tomar. Já com a lista das meninas reduzida a apenas 3 nomes (digamos que só nestes nomes é que ambos concordávamos realmente…não foi, de todo, uma tarefa fácil!!), o F. deixou-me escolher qual o que iríamos dar à nossa filha. Dormi, literalmente, sobre o assunto e na manhã seguinte já tinha a resposta. O nosso ‘feijãozinho’ ganhava finalmente um nome. E não poderíamos ter escolhido melhor.

Os 3 nomes que tínhamos na nossa lista curiosamente ou não, são nomes que se encontram no TOP 10 Meninas. Alguém me disse durante este processo de decisão que muitas vezes os pais pensam em nomes originais e diferentes mas quando chega a hora de efetuar o registo não arriscam e optam pelos nomes mais tradicionais e conservadores. E não é que é verdade?

Ah muito importante…não se enganem nos nomes na hora de registar (acreditem que isto acontece e depois é uma trabalheira para corrigir).

O nome é uma marca que seu filho/a vai ter para o resto da vida. É melhor que tenha orgulho nele.

myths-on-choosing-baby-names

By: Super Mãe D.O.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s